Página Inicial

Patrimônio Histórico e Arquitetônico

Piracaia conserva a fisionomia urbana do século XX. em seus casarios, o Barroco brasileiro mistura-se às arquitetura moderna e entre seus estilos, destacam-se algumas construções em estilo português, remanescentes de uma época próspera que atingiu a década de 1910, quando as novidades tecnológicas começaram a chegar à cidade.



No auge do ciclo do cafeeiro houve muita riqueza no município, permitindo a vinda de engenheiros e arquitetos de renome internacional, que projetaram diversas

residências urbanas e rurais, além de prédios públicos.



Em destaque na arquitetura da cidade, além das igrejas católicas, está o prédio onde atualmente funciona a Escola Municipal Cel. Thomaz da Rocha Cunha. O arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, foi um dos responsáveis pela riqueza arquitetônica de Piracaia.



Ramos Azevedo viveu em Piracaia por alguns anos e foi o arquiteto das construções:

Escola Thomaz da Rocha Cunha e do prédio do antigo matadouro, em 1926 e outras dezenas de residências na área urbana e rural.



Seus clientes em Piracaia foram os grandes fazendeiros de café.Na praça Santo Antonio há um imóvel de meados de 1902, no imóvel residiu o Cel. Thomaz Gonçalves da Rocha Cunha. Mas antes da construção era um terreno onde em uma pequena casa onde morou o neto de d. Leonor de Oliveira Franco, o padre Camilo José de Moraes Lelis, em 1855.



Também há outros imóveis: construído em 1916, no local funcionou o Tiro de Guerra, depois foi residência de uma fazenda. Construção de 1904, onde morou Joaquim Afonso Ferreira. Outra construção de 1919, neste local já foi cadeia e hotel.



Mais um imóvel de 1903, hoje cadeia. Prédio de 1925, morou neste imóvel Nhá Lica, era parente de d. Leonor.



Construção de 1903, foi residência do Cel. Silvino Julio Guimarães. Prédio de 1910, construído pela família Cunha.



Mais um prédio de 1914, foi neste local Câmara Municipal, Prefeitura e Escola, hoje funciona no local o Centro Cultural Walter Pucineli. O prédio onde funciona a Escola Municipal Cel. Thomaz Gonçalves da Rocha Cunha, foi construído em 1914.



Em março de 2015, são 18 imóveis tombados pelo CONDEPHAAT - Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, arqueológico, artístico e Turístico do Estado.